Belgo Bekaert é patrocinadora master da 13ª edição da Bienal Internacional de Arquitetura

Belgo Bekaert é patrocinadora master da 13ª edição da Bienal Internacional de Arquitetura

A Bienal é um dos eventos mais significativos para o debate do desenvolvimento crítico sobre a arquitetura e em 2022 discute “Travessias”. Parte da programação reflete sobre a Arquitetura na Periferia. Foto: Pedro Thiago Silva

Instalações  artísticas, conferências, mesas temáticas e performances: programação gratuita no evento que será realizado em São Paulo, de 27/5 a 17/7

A Belgo Bekaert, maior produtora de arames de aço da América Latina, é a patrocinadora master da 13ª edição da Bienal Internacional de Arquitetura, via Lei Federal de Incentivo à Cultura, por meio da Fundação ArcelorMittal. O evento será realizado de 27 de maio a 17 de julho, em diversos locais de São Paulo. A Bienal é idealizada pelo IAB-São Paulo desde 1973 e esta edição também conta com a parceria institucional do Sesc São Paulo e do Centro Cultural São Paulo.

Com o tema Travessias, a programação é composta por exposições e instalações artísticas, conferências, mesas temáticas e performances nos equipamentos culturais e espaços públicos da Avenida Paulista, e por atividades educativas, com visitas guiadas, oficinas e mediação. A curadoria reuniu 10 convidados de diversos estados brasileiros e de países como Angola, França, Reino Unido, Nigéria e Burkina Faso, além de outros 23 selecionados em uma chamada aberta.

“Com este patrocínio, a Belgo Bekaert reforça mais uma vez seu compromisso de investir em ações que buscam desenvolver um trabalho cultural e socioambiental orientadas por valores e atitudes conscientes, que impactam a sociedade positivamente. Desta forma, a empresa segue firme no seu propósito, que é o de criar uma vida melhor para todos” afirma o Diretor de Marketing e Produtos Comerciais da Belgo Bekaert Roberto Milhomem.

A cerimônia de abertura no Sesc Avenida Paulista será no dia 27 de maio, às 18h30, e contará com conferência de Joice Berth, arquiteta e urbanista pela Universidade Nove de Julho e pós-graduada em Direito Urbanístico pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. É autora do livro O que é Empoderamento? (2018), da coleção Feminismos Plurais, e pesquisa o direito à cidade sob a perspectiva de raça e gênero. Já a abertura no Centro Cultural São Paulo, ocorre em 4 de junho, às 17h, com performance de Uýra Sodoma, drag queen, artista visual multimídia, performer, bióloga e arte-educadora amazonense que busca levar conscientização ambiental com todo o caráter social e humano de resistência da travesti, preta e periférica. Ela também é convidada para a exposição.

Consulte mais informações sobre a 13ª Bienal Internacional de Arquitetura em www.bienaldearquitetura.org.br .

Serviço Sesc

Abertura da exposição: 27/5, às 18h

Conferência Joice Berth: 27/5, às 20h, com retirada de ingressos grátis, 30 minutos antes do evento. 

Exposição de 27/5 a 17/7

Funcionamento: de terça a sexta, das 10h às 21h30, sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h30

Local: Sesc Avenida Paulista (Avenida Paulista, 119, São Paulo) Arte I (5º andar)

É necessário apresentar comprovante de vacinação contra COVID-19. Crianças de 5 a 11 anos devem apresentar o comprovante evidenciando uma dose, pessoas a partir de 12 anos, das duas doses (ou dose única), além de documento com foto.

Serviço Centro Cultural São Paulo –  CCSP

Abertura da exposição e performance Uýra Sodoma: 4/6, às 17h
Funcionamento do CCSP: de segunda a sexta, das 10h às 20h, sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h30.

Endereço: Rua Vergueiro, 1000, Paraíso, São Paulo

Redação

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.